5 mistérios da mente humana não desvendados

0

Os mistérios da mente humana estão inclusos entre as questões que ainda não foram resolvidas pela ciência. Apesar de muitos estudos e dos avanços na área da tecnologia, ainda há muito para se descobrir.

Tratam-se de efeitos sensoriais e de percepção que podem estar ligados ao que chamamos de intuição, o sexto sentido. No entanto, algumas dessas experiências parecem ter relação com questões espirituais.

Confira 5 mistérios da mente humana que a ciência não desvendou.

1. Efeito placebo

O efeito placebo é quando um tratamento, medicamento ou substância não possui qualquer efeito ativo e, por isso, não deveria causar qualquer alteração no organismo.

Mas, pelo simples fato de a pessoa acreditar que o tratamento é realmente eficaz, sintomas físicos positivos podem ser notados.

Por exemplo, a pessoa pode ingerir uma pílula de farinha e aliviar uma dor de cabeça se acreditar estar tomando um analgésico.

Assim, o efeito placebo pode aliviar ou até mesmo eliminar completamente uma sensação de dor, devolvendo o bem-estar ao paciente.

A medicina não consegue dar uma resposta para o efeito placebo, pois é um método que se baseia em uma “pílula vazia”, ainda que sem o conhecimento do paciente.

O reverso, também ocorre, e é chamado de efeito nocebo, que é quando a pessoa sente dor sem ter nenhuma causa específica para a qual.

Algumas pessoas criam doenças em suas mentes e acabam acreditando que estão sofrendo sintomas referentes à essa enfermidade.

2. Dejà vu

O dejà vu é uma expressão francesa que significa “já visto”.

Trata-se de uma reação psicológica em que a pessoa tem a sensação que já esteve em um determinado lugar, experimentou uma sensação ou viveu o mesmo episódio que está ocorrendo no presente.

É como se a mente humana estivesse vivendo no presente algo que já passou.

Alguns cientistas acreditam que essa é uma forma de o cérebro mostrar que a memória está funcionando bem.

Contudo, não há resposta definitiva para explicar o Dejà Vu, que é uma sensação relatada frequentemente por muitas pessoas.

3. Intuição

A intuição vai muito além de um palpite, sendo como uma voz interior que nos dissesse que algo está para acontecer.

Esta é uma sensação muito difícil de ser provada e estudada, pois os testes no cérebro não conseguiram identificar as áreas que se ativam no momento em que se tem uma intuição.

De acordo com a psicologia, a intuição é um conhecimento que está dentro de nós e que basta que saibamos usar da melhor forma.

4. Percepção extra-sensorial

É uma dos campos estudados pela parapsicologia, que seria a habilidade que algumas pessoas possuem que faz com que elas sejam denominadas de “sensitivas”.

A percepção extra-sensorial seria a capacidade de perceber objetos e fenômenos, independentemente dos órgãos sensoriais. É um estudo da parapsicologia sobre o qual ainda não se chegou a um consenso científico para sua ocorrência.

A clarividência, telepatia e premonição são algumas das categorias da percepção extra-sensorial.

5. Experiência de Quase Morte

A Experiência de Quase morte (EQM) está ligada às visões e sensações vivenciadas por pessoas que estiveram em situação de morte iminente e conseguiram retornar aos seus corpos.

A projeção de consciência (também chamada de projeção astral) e “experiência do túnel”, são os fenômenos mais frequentemente relatados por quem passa por EQM.

A EQM é enxergada pelas religiões e pela ciência de maneiras distintas. Alguns médicos acreditam que se trata de alucinações dos pacientes.

Por outro lado, muitos cientistas também interpretam essa experiência como indício da existência da vida após a morte.

O curioso é que os relatos de EQM são bastantes semelhantes. Muitas pessoas, ao voltarem do coma relatam que estiveram observando “fora do corpo” os cuidados médicos e a rotina dos familiares.

Deixe Um Comentário