6 aparelhos eletrônicos que caíram em desuso

0

A tecnologia evolui a cada dia e, por isso, é comum que aparelhos eletrônicos e serviços se modifiquem ou até mesmo fiquem obsoletos e caiam em desuso.

A seguir, confira 5 dispositivos que caíram em desuso ou foram substituídos.

1. TV 3D

Por volta de 2010, diversas empresas de aparelhos eletro-eletrônicos investiram em televisores 3D. Isso se deu pelo sucesso de filmes utilizando essa tecnologia no cinema.

Entretanto, o interesse das pessoas por esse tipo de aparelho decaiu e não é mais possível encontrar esse tipo de televisores à venda.

O grande sucesso do momento são as Smart TV, que oferecem acesso à internet e a plataformas de streaming.

2. MP3 players

Na época de seu lançamento, por volta da metade dos anos 2000, esses aparelhos eletrônicos fizeram muito sucesso, por serem portáteis e fáceis de manusear, além de poder armazenar uma grande quantidade de músicas.

Os MP3 players, como os Ipod, caíram em desuso após o lançamento de smartphones que possuem a mesma função, além de poderem ter aplicativos com o streaming de música, como Spotify e Deezer.

Sabendo disso, a Apple decidiu parar de fabricar os modelos de iPods Nano e Shuffle em 2017.

3. Câmeras digitais portáteis

Com os smartphones passando a vir equipados com câmeras de alta qualidade, as câmeras digitais portáteis foram caindo em desuso. Entre elas, está a Flip, que foi umas das primeiras câmeras lançadas nos Estados Unidos em 2006.

Em 2009, a Flip foi vendida para a Cisco, uma famosa multinacional norte-americana com foco em soluções de rede e comunicação, mas em 2011 teve sua fabricação suspensa.

Atualmente, há poucos modelos de câmeras portáteis vendidas no mercado. As pessoas que querem se especializar nesse campo preferem investir em câmeras profissionais ou semiprofissionais e, para captar recordações de forma amadora, os smartphones dão conta.

4. Agenda eletrônica

A agenda eletrônica era como um pequeno computador do tamanho de uma calculadora, onde era possível armazenar endereços, telefônicos, adicionar lembretes, ver horas e até mesmo fazer um diário ou um cronograma de atividades.

Este aparelho, certamente, facilitava bastante a vida de pessoas com muitos compromissos antes da popularização dos computadores e telefones móveis.

Essas agendas fizeram bastante sucesso em meados da década de 1990, mas foram progressivamente sendo substituídas pelos celulares e, depois, smartphones e tablets.

Atualmente, há aplicativos disponíveis para smartphones que possuem a função semelhante de organização de compromissos das agendas eletrônicas.

5. Pager (Bip)

Antes da popularização dos celulares, o pager, também chamado de bip, fez muito sucesso entre as décadas de 1980 e 1990.

Tratava-se de um pequeno dispositivo eletrônico usado para contactar pessoas por meio de uma rede de telecomunicações, sendo usado frequentemente para chamados urgentes. O serviço de recado funcionava 24 horas.

O bip foi uma febre no Brasil quando chegou em 1992. Mas, com a facilidade de se obter um celular, a tecnologia caiu em desuso e hoje não existe mais.

6. Netbook

Chegando ao mercado no final de 2007, o netbook tinha a proposta de ser um computador portátil de dimensões menores que as de um laptop convencional e também de ser mais barato.

Até mesmo a Apple chegou a fazer sucesso por um tempo com a sua linha de netbooks, a qual era conhecida pelo nome de MacBook Air. No entanto, esses computadores portáteis, tinham um acabamento e desempenho inferiores aos dos laptops.

Quando a Intel introduziu o conceito de ultrabooks o fim dos netbooks foi sacramentado. As duas últimas fabricantes desses aparelhos eletrônicos, Asus e Acer, abandonaram a produção em 2013.

Deixe Um Comentário