8 distúrbios do sono perturbadores

0

Você sabia que passamos um terço da nossa vida dormindo? Uma boa noite de sono é essencial para nossa saúde. Contudo, para muitas pessoas, o momento do sono é literalmente um pesadelo.

Aproximadamente 40% da população sofre algum transtorno de sono, que podem causar situações desconfortáveis e até mesmo assustadoras na hora de dormir.

Confira 8 distúrbios do sono perturbadores:

1. Paralisia do sono

A paralisia do sono se caracteriza por uma paralisia temporária do corpo após despertar ou antes de dormir.

Este evento ocorre quando o cérebro desperta do sono REM, mas o corpo continua paralisado. Quando sonhamos, o cérebro paralisa os músculos para prevenir possíveis lesões, pois algumas partes do corpo podem se mover durante o sonho.

Quando a pessoa acorda de forma repentina, o cérebro pensa que ela ainda está dormindo e mantém a paralisia.

A paralisia pode ser acompanhada por alucinações de que a pessoa está saindo do corpo ou ainda sensação de estar “flutuando”.

O evento é bastante assustador, mas não apresenta nenhum risco à saúde.

2. Narcolepsia

É um distúrbio do sono que se caracteriza por sonolência excessiva durante o dia. A pessoa pode cair em sono profundo enquanto está fazendo atividades cotidianas, como conversando, comendo e até mesmo dirigindo, o que é um grande risco.

A pessoa com narcolepsia pula todas as fases do sono, atingindo o REM (sono aprofundo) rapidamente. É uma condição crônica que não tem cura e pode afetar seriamente a qualidade de vida de quem sofre desse distúrbio.

A causa é desconhecida, mas acredita-se que fatores genéticos podem desencadear esses episódios.

O excesso de sono, no entanto, pode ser controlado por medicamentos.

3. Insônia

É chamado de insônia a dificuldade de um indivíduo em pegar no sono. Nestes casos é comum também a pessoa acordar no meio da noite, e a partir daí não conseguir mais dormir.

A insônia é mais comum em pessoas que estão começando a fase adulta e afeta principalmente as mulheres. Dos pacientes que procuram clinicas para tratar de distúrbios do sono, 25% o fazem para tratar a insonia.

Entre as causas da insônia estão o estresse, ansiedade, depressão e doenças, como: artrite, câncer, insuficiência cardíaca, doença pulmonar, refluxo gastroesofágico, distúrbios da tireoide, AVC, mal de Parkinson, e Alzheimer.

O tratamento é feito com mudanças nos hábitos diários, medicamentos.

4. Sonambulismo

O mais conhecido dos distúrbios do sono, o sonambulismo é uma condição em que a pessoa se levanta da cama, anda e faz coisas enquanto ainda está dormindo.

Esse distúrbio ocorre quando as funções motoras da pessoa despertam, porém a consciência se mantém inativa.

Estima-se que cerca de 15% da população já tiveram algum episódio de sonambulismo durante a vida.

Fatores como estresse, ansiedade, fadiga e depressão podem está relacionado ao aparecimento do sonambulismo.

5. Sexomnia

Trata-se de uma parasominia (distúrbio do sono) em que a pessoa é capaz de fazer sexo enquanto está dormindo e no outro dia não lembrar de nada.

Este é um distúrbio muito raro, mas estima-se que 10% das pessoas que sofrem de sonambulismo apresentam essa condição.

Muitas pessoas afetadas não fazem tratamento por vergonha ou medo de serem julgadas.

6. Transtorno alimentar noturno

Também conhecido como Síndrome Alimentar Noturna (SAN) este transtorno afeta entre 1 a 3% da população.

As pessoas que sofrem desse transtorno atacam a geladeira de madrugada e comem o que encontram pela frente de forma exagerada.

As refeições podem ser feitas tanto de forma consciente ou inconsciente. Quando a pessoa não lembra no dia seguinte da refeição que fez de madrugada, passa a perceber a falta de alimentos na geladeira.

O sobrepeso é uma das consequências desse transtorno, tendo em vista que durante o sono o metabolismo funciona de forma mais lenta, fazendo com que a digestão da grande quantidade de calorias ingeridas seja deficiente. Isso favorece o acúmulo de gordura.

O transtorno é tratado com terapia e medicamento.

7. Apneia do sono

Você já imaginou parar de respirar enquanto dorme? Pois é isso o que acontece com indivíduos que são vítimas da apneia obstrutiva do sono.

Essa desordem atinge pessoas de todas as idades, em sua maioria homens, e tende a se agravar com o envelhecimento e fatores de risco, como a obesidade. O problema pode se repetir por diversas vezes em uma mesma noite sem que a pessoa ao menos saiba.

Trata-se de um distúrbio crônico, que pode durar anos ou a vida toda. Seu tratamento requer um diagnostico médico com exames laboratoriais.

As consequências são o ronco alto durante a noite a de dia uma sensação de uma noite mal dormida.

8. Terror noturno

O terror noturno é um distúrbio do sono que é mais comum em crianças, mas também pode acometer pessoas adultas.

Os episódios de terror noturno duram, geralmente, alguns minutos e a pessoa pode sentar na cama, abrir os olhos, gritar, chorar, andar pela casa e não acordar.

Adultos que possuem esse distúrbio tendem a serem mais agressivos durante os episódios que as crianças.

O terror noturno ocorre nas primeiras horas do sono. No dia seguinte, a pessoa não se lembra de nada que aconteceu.

Deixe Um Comentário