Círculos nas plantações: Obra extraterrestre ou farsa?

0

Os círculos nas plantações ou agroglifos são formações criadas a partir do achatamento de cultivados agrícolas como cereais, cana e até mesmo capim.

É muito comum esse fenômeno ser relacionado a origem alienígena. Contudo, a opinião científica é de que os desenhos nas plantações são feitos pelos homens ou por fenômenos naturais.

Em geral, essas formações possuem desenhos complexos e podem nem sempre serem produzidas em forma circular.

Na maioria das vezes, os círculos aparecem durante a noite. Entretanto, há relatos de aparecimento dos círculos nas plantações também durante o dia.

O Reino Unido é lugar que mais registra casos de agroglifos. Os círculos estão distribuídos de forma aleatória e próximos às estradas, monumentos e por toda a paisagem.

Os círculos nas plantações seriam uma farsa?

Em 1991, Doug Bower e Dave Chorley foram à imprensa dizer que eles faziam os círculos nas plantações e que tinham começado isso em 1978.

Eles teriam se inspirado em um caso de 1966 quando um fazendeiro da cidade de Tully, no estado de Queensland, na Austrália. O fazendeiro teria observado um OVNI e logo depois encontrou um círculo achatado de juncos próximos a um pântano.

A dupla afirmou que usava ferramentas simples, como uma prancha de madeira, corda e um boné de beisebol com um laço de arame que os ajudava a caminhar em linha reta.

Para provar que estavam falando a verdade, os dois fizeram círculos em frente aos jornalistas.

Os relatos de agroglifos

Os primeiros relatos dos agroglifos datam do século XVII, quando o naturalista britânico Robert Plot relatou casos de arcos ou anéis de cogumelos causados por algo provindo do céu.

A popularização dos círculos nas plantações começou na década de 1970 quando apareceram muitas formações em áreas rurais inglesas.

O fenômeno se tornou muito mais conhecido no final de 1980 quando passou a ser noticiado na imprensa. A partir da década de 1990, os círculos nas plantações começaram a aparecer em todo mundo.

Até então já foram relatamos mais de 10 mil círculos em plantações em diversos países, como Estados Unidos, Canadá, Japão, Reino Unido e Rússia.

Os moradores dos locais atingidos, em geral, aproveitam a visita dos cientistas, pesquisadores e curiosos que impulsionam o turismo.

A complexidade dos desenhos vem aumentando

No Século XXI, a complexidade das formações nas plantações aumentou, passando a agregar características científicas e matemáticas.

O consenso científico é de que são desenhos criados por seres humanos e que as formações mais complexas podem ser feitas com a ajuda de lasers e GPS.

Por que os círculos poderiam ser feitos por alienígenas

Os ufólogos defendem que os agroglifos sejam feitos por alienígenas e acreditam que os céticos tentam provar o envolvimento humano para desacreditar os fenômenos.

Há também quem acredite existir uma conspiração dos governos, que plantam boatos para confundir a verdadeira origem dos círculos.

O PhD Horace Drew tem estudado agroglifos por duas décadas e admite que alguns círculos nas plantações são forjados. No entanto, segundo o PhD, outros círculos realmente seriam ocorrências feitas por extraterrestres.

Drew determinou que os círculos possuem uma codificação binária avançada e alega que decifrou o código e identificou mensagens, como saudações.

Segundo Drew, os agroglifos também seriam obra de crononautas, humanos do futuro, como forma de identificar períodos de tempo.

Os crononautas seriam perfeccionistas e criariam seus agroglifos dobrando os caules das plantações desde o solo e não apenas da metade para cima.

Drew defende a teoria de que os líderes mundiais reforçam as histórias de que os agroglifos são forjados. Isso por temerem a histeria coletiva das pessoas ao descobrirem que os círculos nas plantações são obras extraterrestres.

Deixe Um Comentário