Conheça o paradisíaco Great Blue Hole

0

Imagine uma grande cratera submersa em uma imensidão de mar azul, este é o Great Blue Hole, o maior buraco azul do mundo.

De águas cristalinas e com formação circular perfeita, o buraco é tão grande que é até mesmo visível do espaço. Em 2009, um satélite da NASA capturou a caverna submarina.

O buraco mede 300 metros de diâmetro e 124 metros de profundidade. Ele está localizado a cerca de 100 quilômetros da Costa de Belize, no recife Lighthouse Reef.

Como o Great Blue Hole foi formado

O Great Blue Hole que significa “Grande Buraco Azul” foi sendo formado por várias eras glaciais. Mais especificamente no período quaternário em o que o nível dos oceanos era mais baixo do que na atualidade.

Quando o nível dos mares começou a se elevar, há aproximadamente 10 15 anos atrás, o grande buraco foi inundado.

As explorações e mergulhos na cratera submarina

O explorador Jacques-Yves Cousteau foi quem deu notoriedade a grande cratera submarina. Em 1971, Cousteau declarou que o Grande Buraco Azul era um dos dez melhores lugares para o mergulho do mundo.

As primeiras medições da cratera submarina apontou que ela tinha 125m de profundidade. Contudo, em 1997, uma nova expedição realizada pela Fundação Cambrian, que está ligada a projetos científicos, atestou que o fundo da caverna estava a 124m abaixo do nível do mar.

Essa divergência nas medidas realizadas se deve aos detritos acumulados no solo por conta dos desabamentos que ocorreram no local com o passar dos anos.

As expedições ao fundo do Grande Buraco Azul tiveram como propósito a coleta de amostras dos materiais questão acumulados no fundo do buraco. Com isso, é possível identificar os períodos de formação e fazer a documentação dos sistemas ecológicos presentes lá.

Somente mergulhadores certificados em gases mistos e mergulho em cavernas podem fazer a exploração do fundo da cratera.

Great Blue Hole é considerado único

Em Belize e na Península de Yucatán é possível encontrar cavernas de formações similares em terra firme. Essas formações são chamadas de cenotes.

Entretanto, a diferença do Grande Buraco Azul em relação aos cenotes é que não há evidências de que haja expansão horizontal da caverna submersa.

O turismo no Great Blue Hole

O Grande Buraco Azul é um local muito apreciado pelos mergulhadores. Lá é possível encontrar diversas espécies de peixes, corais e tubarões, sendo os mais comuns o tubarão cabeça chata e o tubarão martelo.

No Grande Buraco Azul não é permitido mergulho de iniciantes, pois a caverna além de escura tem grandes estalactites. Para explorar o local é necessário ter ao menos 24 mergulhos registrados.

Além do mergulho na caverna submarina, há também passeios de barco para o Great Blue Hole que duram um dia inteiro. Os barcos partem das comunidades costeiras de Belize.

Em 2012, o local foi classificado pelo canal Discovery Channel como número um na lista dos 10 lugares mais incríveis da Terra, sendo também considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO por seu ecossistema e natureza excepcional.

Deixe Um Comentário