Estamos vivendo em uma Matrix?

0

Parece roteiro cinematográfico com trama de ficção científica, mas há cientistas renomados que defendem a ideia de que podemos estar vivendo em uma Matrix (também chamado de matriz em português).

Se a teoria estiver certa, seriamos uma experiência virtual, onde tudo que vivemos é virtual e não passa de ilusão.

A evolução das máquinas seria a explicação

Rich Terrile, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, é um dos cientistas que defendem de que estamos vivendo em uma Matrix.

Rich compactua com a ideia de que estamos vivendo em uma simulação controlada por uma espécie de “programador”. Assim, o simulador teria a capacidade de criar a realidade em que vivemos, além de ser capaz de recriar a história e controlar todos os habitantes da Terra.

Isso se explica a partir da Lei de Moore, que diz que a evolução constante das tecnologias das máquinas possibilitaria que a Matrix se tornasse, na teoria, possível em algum momento.

Tudo isso parece bastante irreal, mas além de Terrile, outros cientistas como Nick Bostrom, do Future of Humanity Institute da Universidade de Oxford, também acreditam que esta é uma possibilidade.

O poder da consciência

Ainda segundo Rich Terrile, a consciência humana é incrivelmente arquitetada e poderia ser fruto de uma simulação por computador. O cientista levanta a teoria de que a consciência pode ser transferida para uma máquina em até trinta anos.

Isso poderia ser feito usando a engenharia reversa do cérebro humano ou ainda evoluindo os circuitos até que conseguissem alcançar à velocidade em que ocorrem as sinapses, que é onde agem os neurotransmissores que transmitem os impulsos nervosos de um neurônio para outro ou de um neurônio para a célula glandular ou muscular.

Para o cientista, de acordo com a sua teoria, estamos muito perto de construir um universo simulado. Assim, será possível criar outras simulações dentro desse mesmo universo.

A realidade virtual dos jogos se tornaria a nossa realidade

Considerando a grande evolução das tecnologias, os jogos poderiam se tornar a nossa realidade. Esta possibilidade é defendida por Elon Musk, empreendedor que está à frente de empresas como SpaceX, Tesla, Hyperloop e PayPal.

Um exemplo é que os videogames possuíam gráficos simples e hoje temos simulação 3D, alta definição e realidade virtual.

Além disso, é possível jogadores que estão em diferentes partes do mundo jogarem juntos. Imagine o quanto essa tecnologia pode se desenvolver nos próximas décadas…

O Universo em que vivemos pode não ser real

Para o cosmólogo Alan Guth, o nosso Universo pode fazer parte de um experimento, semelhante àqueles com cobaias em laboratório.

O cosmólogo também acredita que o Big Bang, que deu origem ao universo, também poderia ser uma criação artificial.

Nesta perspectiva, Ray Kurzweil, inventor e futurista norte-americano, considera a galáxia apenas um experimento científico de um outro universo.

Devemos nos preocupar?

Essas teorias parecem ter saído da série de ficção Black Mirror e a ideia de que vivemos uma ilusão é realmente enlouquecedora.

Entretanto, não temos nenhum indício de que nossa consciência está sendo manipulada por máquinas ou que estamos conectados por cabos em um mundo real.

Por isso, enquanto não se prova a existência dessa realidade virtual, o que podemos fazer é seguir com nossas vidas.

Deixe Um Comentário