Gustave: O crocodilo assassino de pessoas

0

Há décadas um crocodilo espalha pânico e terror nas margens do Rio Ruizzi e na costa norte do Lago Tanganica, em Burundi, um pequeno país da África. A fera em questão teria matado mais de 300 pessoas ao longo dos anos. Seu nome, Gustave.

O nome foi dado ao crocodilo pelo herpetólogo Patrice Faye que investiga os hábitos no animal desde o final da década de 1990.

Crocodilo para ninguém botar defeito

Em 2002, os pesquisadores estimaram que Gustave medisse mais de 6 metros de comprimento e pesasse mais de 1 tonelada.

A idade do crocodilo também é um mistério. No último estudo realizado, a idade estimada do animal foi de 60 a 70 anos.

Os crocodilos são animais que nunca param de crescer, desde que tenham uma fonte constante de alimento. Assim, esse foi o tempo necessário para que o crocodilo alcançasse esse tamanho.

Crocodilo matava por prazer

Normalmente os  animais selvagens atacam somente quando se sentem ameaçados ou para se alimentar. Esse não seria o caso de Gustave.

De acordo com relatos da população local, o crocodilo atacaria por puro instinto assassino e não para devorar suas vítimas.

O animal parece ter prazer em destroçar pessoas, sem nunca ter comido uma dessas vítimas inteiras. Os habitantes de Burundi frequentemente encontravam corpos destroçados ou comidos pela metade na margem do rio.

Por este motivo, os pesquisadores já levantaram a hipótese de Gustave ter uma tendência herbívora, se alimentando somente de vegetais.

A fúria do crocodilo já impulsionou cassadas ao animal. Gustave possui pelo menos três cicatrizes causadas por tiros em sua carapaça e sua pata direita frontal possui marcas profundas de ferimentos.

Ataques viraram documentário e filme

Em 2004 foi lançado o documentário “Capturing the Killer Croc“. A produção cinematográfica registra as tentativas de captura e estudo dos hábitos de Gustave.

Nos cinemas a fúria assassina da fera africana Gustave foi retratada no longa-metragem “Primeval” (Primitivo), de 2007.

A última aparição de Gustave

O último avistamento de Gustave ocorreu em 2008 e foi registrado por cinegrafistas ligados ao canal National Geographic.

Desde então, não se sabe se a fera dos rios ainda está viva. Contudo, a população local continua com medo de que novos ataques de Gustave voltem a ocorrer.

Deixe Um Comentário