Os lugares mais perigosos do mundo

0

Os lugares mais perigosos do mundo recebem essa denominação, seja por conta de condições geográficas, pela presença de radiação ou por serem habitados por espécies perigosíssimas.

Confira a seguir uma lista com os 6 lugares mais perigosos do mundo.

1. Ilha das cobras – Brasil

Uma ilha localizada em Itanhaém, a 35 km da costa de são Paulo, na qual seus habitantes são cobras jararacas-ilhoas. Não é à toa que a Ilha das Cobras é considerada um dos lugares mais perigosos do mundo.

Há aproximadamente 4.000 cobras na ilha. Essa grande quantidade de serpentes se deve por não existir predadores da espécie no local.

Por conta dos perigos e do local ser considerado inabitável, a entrada na ilha é rigorosamente controlada pelas autoridades brasileiras.

Entretanto, a ilha é constantemente alvo de traficantes de animais, considerando que uma cobra da espécie jararaca-ilhoa pode ser vendida por valores que variam de R$ 10. 000,00 a R$ 30.000,00.

2. Estrada da morte – Bolívia

Na Bolívia, a estrada de Yungas é também conhecida como “Estrada da morte”. Isso porque, devido ao grande número de acidentes fatais que ocorriam no local.

O alto índice de fatalidades se deve a largura estreita da via (apenas 3 metros) e por estar à beira de um precipício, na lateral de uma cadeia de montanhas.

A estrada começa a 4.700m de altitude e se estende por cerca de 65 quilômetros, ligando a cidade de La Cumbre à região campestre de Yungas.

Antes da construção de uma via alternativa, em 2007, morriam por ano mais de 200 pessoas nesta estrada.

3. Atol de Bikini – Ilhas Marshal

O Atol de Bikini foi local de testes nucelares feitos pelos Estados Unidos entre os anos de 1946 e 1958.

Mais de 20 bombas nucleares e de hidrogênio foram lançadas no local. Por isso, é considerado um dos lugares mais perigosos do mundo devido ao alto índice de radiação.

A área é considerada habitável desde 1977, mas apesar disso a população ainda não retornou totalmente o local.

Além do mais, os alimentos cultivados nesta ilha do Oceano Pacífico podem fazer com que a pessoa ingira radiação suficiente para ser levada à morte.

4. Pripyat – Ucrânia

Por estar bastante próxima à Chernobyl, onde aconteceu o maior acidente nuclear da história, em 1986, Pripyat acabou se tornando uma cidade fantasma.

Devido a radiação, aproximadamente 200 mil pessoas morreram e outras milhares desenvolveram câncer. Ainda que tenham se passado mais de 30 anos do acidente, a cidade não é segura para morar.

Cientistas acreditam que demore pelo menos 900 anos para que os elementos radioativos presentes no local passem a ser seguros para o ser humano.

Apenas um grupo pequeno de pesquisadores e membros do exército possuem acesso à cidade. Para visitas turísticas é preciso solicitar uma licença especial às autoridades ucranianas.

5. Ilha Ramree – Myanmar

Por ter uma grande população de crocodilos, animais peçonhentos, como aranhas e escorpiões e muitos insetos transmissores de doenças mortais, a Ilha Ramree é tida como um dos locais mais perigosos do mundo.

Em 1945, durante a II Guerra Mundial em uma batalha entre tropas japonesas e britânicas, os japoneses foram se esconder no pântano e foram devorados por crocodilos.

Como resultado, dos cerca de 1.000 soldados que entraram no pântano apenas 20 saíram vivos.

6. Poison Garden – Inglaterra

Localizado no interior do Parque Alnwick, na Inglaterra, o Poison Garden é conhecido por abrigar plantas mortais. Além disso, o local é todo cercado por muros altos e as visitas são feitas monitoradas por guias.

No jardim, há mais de 100 espécies de plantas venenosas, alucinógenas e medicinais de diversas partes do mundo. Entre elas estão a beladona, papoula, mamona, mandrágora e entre outras.

Certamente, este não é o melhor lugar para um passeio.

Deixe Um Comentário