O mistério das Linhas de Nazca

0

Uma grande quantidade de desenhos gigantes no deserto de Nazca, no sul do Peru, tem intrigado cientistas e pesquisadores ao longo dos anos. São figuras de animais e humanas que ficaram conhecidas como as Linhas de Nazca.

As figuras são consideradas um conjunto de geoglifos, isto é, desenhos feitos no chão que estima-se que tenham sido criados entre 400 e 650 d.C. Desde 1994, as linhas foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

A Civilização de Nazca

A Civilização de Nazca fez parte da cultura pré-inca e viveu no Peru por volta de 300 a.C a 800 d.C.

O povo Nazca teve destaque pela construção de aquedutos subterrâneos considerados muito a frente de seu tempo.

A produção de cerâmica policromada com desenhos de animais também é um dos resquícios dessa civilização.

Contudo, o maior feito deixado por esse povo são as famosas Linhas de Nazca.

A descoberta das Linhas de Nazca

Em 1930, quando a área passou a ser uma rota frequente de aviões, as Linhas de Nazca foram descobertas.

Após a descoberta, os geoglifos atrairam a atenção de antropólogos, arqueólogos e etnólogos do mundo todo.

Como foram feitos os desenhos das linhas de Nazca

Há diversas variações dos desenhos, sendo que alguns deles não passam de linhas simples. Mas, há também figuras mais elaboradas, em sua maioria formas de animais, como: baleias, macacos, aranhas, peixes, lagartos e beija-flores. Os desenhos maiores chegam a ter 200 metros de diâmetro.

A forma como os desenhos foram feitos é bastante intrigante. Acredita-se que para gravá-los na superfície seca e cheia de pedras do deserto peruano foram usadas ferramentas rudimentares, como estacas de madeira, que foram encontradas próximas às linhas.

O que fez com que os desenhos fossem preservados

Mas como as Linhas de Nazca estão preservadas há tantos anos? A resposta para a essa questão se deve ao clima extremamente seco do deserto peruano, que está em uma região de planalto.

O deserto de Nazca é considerado como um dos mais secos do planeta. A temperatura média é de 25 ºC e se mantém quente o ano todo.

Além disso, a retirada do óxido de ferro marrom-avermelhado que reveste a superfície fez com que a cor mais clara aparecesse, criando um contraste com a cor mais escura do solo.

Outro fator que contribuiu para a conservação dos desenhos é o isolamento do local e as dificuldades de acesso.

A interpretação sobre a utilidade dos desenhos é divergente

Há pesquisadores que acreditam que os animais desenhados no chão do deserto representam a fertilidade. Enquanto outros defendem que as linhas representavam sistemas de irrigação e o fluxo de água.

Contudo, outra teoria diz que esta era uma forma dos Nazcas louvarem e serem notados por seus deuses, ou ainda que as figuras estariam ligadas aos calendários astronômicos.

Um ritual para chamar a chuva também é outra especulação do motivo dos desenhos.

De fato, será difícil chegar a um consenso sobre o que levou os Nazcas a fazerem esses desenhos, mas o fato é que as Linhas de Nazca continuam intrigando pesquisadores e curiosos de diversas partes do planeta.

Deixe Um Comentário