Os mistérios da areia movediça desvendados

0

A areia movediça, também chamada de areia gulosa, intriga muitas pessoas. Será que é possível ser engolido por essa areia? Neste artigo vamos desvendar esse mistério de uma vez por todas. Confira!

Entendendo a areia movediça

A areia movediça é muito comum em locais que têm água (como nascentes) e solo arenoso. Assim, é possível encontrar essas formações naturais próximas a pântanos, manguezais e nas margens de praias, rios e lagoas.

Também é possível a areia movediça surgir de forma repentina em locais que passam por terremoto. Isso porque os tremores fazem com que as águas subterrâneas dos lençóis freáticos emerjam para superfície.

No caso de isso ocorrer, construções podem vir ao chão por conta da liquefação da área em que foram construídas.

Nesses locais, há uma grande quantidade de água nos lençóis freáticos. Assim, quando a areia entra em contato com a água o atrito é reduzido, fazendo com que a mistura fique “fofa” e se mova mais facilmente.

Por isso, os corpos afundam com maior facilidade, tornando mais difícil sair dessa armadilha natural.

Como se forma a areia movediça dos desertos

A areia movediça seca que pode ser encontrada no deserto se forma a partir das tempestades de areia.

Antes se pensava que esta ocorrência no deserto não passava de uma lenda, mas cientistas holandeses conseguiram reproduzir com sucesso o fenômeno em laboratório.

A conclusão foi de que com o clima muito seco o atrito dos grãos de areias diminui com a presença do ar, da mesma forma que ocorre com a água.

No Wadi Araba Desert, na Jordânia, há até mesmo placas que indicam os perigos da areia movediça no deserto.

No Brasil, em áreas muito secas do Nordeste também é possível encontrar o mesmo fenômeno do deserto.

É possível a areia movediça engolir uma pessoa?

Na maioria das vezes, a profundidade da areia movediça não passa de um metro.

Ainda que fosse maior que isso, a densidade do corpo humano é menor que a da areia com água. Por isso, as chances do corpo afundar completamente são poucas.

Mas, o risco de morte se deve à área que a areia movediça está localizada. Se for em um local afetado pelas marés, no caso do nível das águas subir antes da pessoa conseguir sair, o risco é a morte por afogamento.

Já em regiões de deserto, se a pessoa ficar muito tempo presa nessa areia, pode ficar muito debilitada ou até mesmo morrer por desidratação.

Os animais quadrupedes são os que mais sofrem ao ficar presos e uma área de areia movediça, pois ficam atolados com as quatro patas.

Assim, se ninguém resgatá-los, eles podem ficar presos por dias, até morrer de fome, sede ou por afogamento em regiões influenciadas pelas marés.

Como se livrar da areia movediça?

A melhor forma de conseguir se livrar da areia movediça é inclinar o corpo para trás, abrir os braços e tentar deitar para aumentar a superfície de contato na areia. Ajuda quando há uma superfície plana para servir de apoio, como uma tábua.

Por conta da densidade menor, a tendência natural do corpo é subir. Basta ter paciência e não entrar em pânico.

Se a pessoa entrar em desespero e começar a se debater rapidamente, o afundamento do corpo irá ocorrer mais depressa e será ainda mais difícil de sair.

Deixe Um Comentário