Monstro do Lago Ness: Verdade ou lenda?

0

Em Highland, na Escócia, está localizado o Lago Ness (Loch Ness), que ocupa uma área de aproximadamente 56,4 km². Este é considerado o terceiro de maior lago em volume da Europa e possui profundidade máxima de 226 metros.

Contudo, não é por sua extensão que o Lago Ness é famoso, mas sim por uma suposta criatura que habitaria suas profundezas, o famoso Monstro do Lago Ness.

A história já virou produção cinematográfica e desperta a curiosidade dos amantes de mistérios. Como em toda a lenda, são muitas as pessoas que juram já ter tido um encontro com o monstro.

Os primeiros registros

O primeiro registro da suposta criatura foi feito em 1880, por Ducan MacDonald. O mergulhador profissional teria avistado o monstro enquanto procurava o local em que um navio de carga teria naufragado.

Em seu relato, MacDonald registra que se deparou com um animal desconhecido a qual o comparou com um réptil gigante.

Em 1923, um homem chamado Alfred Cruickshank relatou ter visto no lago um animal de aproximadamente três metros de comprimento. Segundo ele, o animal possuía o dorso em formato de arco.

Mas, a lenda só ficou popular quando em 1933, Hugh Gray fez a primeira fotografia do que supostamente seria o Monstro do Lago Ness.

Contudo, a fotografia é de baixa qualidade, o que gera a especulação de que o registro nada mais é que um tronco de árvore boiando na superfície do lago.

Em 1934, o jornal Daily Mail publicou uma fotografia mais nítida feita por Robert Kenneth Wilson. Nesta imagem, é possível distinguir claramente a cabeça e o pescoço de um animal. Este registro intrigou a comunidade científica e foram feitas buscas subaquáticas no local para encontrar o monstro.

Mas, seis décadas após o corrido, em 1994, o roteirista e diretor de cinema Marmaduke Wetherell confirmou que a foto foi armada para se conseguir um furo de reportagem. O monstro não passava de um submarino de brinquedo construído por Christian Spurling, genro de Wetherell.

Em 2015, o pesquisador britânico Steve Feltham, desistiu de sua busca pelo Monstro do Lago Ness. Após 24 anos ele chegou a conclusão de que a criatura vista não passava de um grande peixe.

Contudo, em setembro de 2016, o fotógrafo amador Ian Bremner capturou uma das imagens mais nítidas do que poderia ser o lendário monstro. Ele dirigia nas proximidades do lago fotografando veados, quando notou algo estranho próximo à margem.

O que seria o Monstro do Lago Ness

Caso exista, acredita-se que o Monstro do Lago Ness tenha a aparência de um Plesiossauro, que é um parente dos dinossauros extinto no período Mesozoico.

Porém, os Plesiossauros não viviam em lugares que possuem a temperatura tão baixa como o Lago Ness. Eles também não emergiam o pescoço para a superfície.

Os cientistas acreditam que se houver mesmo essa criatura no lago, trata-se de uma espécie que ainda não foi documentada.

Este animal teria adentrado o Rio Ness, que com o passar do tempo ficou raso e impediu que ele saísse do lago. Assim, ele teria se adaptado ao local que é farto em peixes para a alimentação.

Ainda que não se tenha provas definitivas da existência do Monstro do Lago Ness, todos os anos a lenda atrai aproximadamente 1 milhão de turistas para a região, movimentando a economia em cerca de 25 milhões de libras.

Deixe Um Comentário