O que aconteceria se o sol se apagasse?

0

O sol é a estrela central do Sistema Solar e, também é o responsável por assegurar as condições necessárias para a existência de vida em nosso planeta, embora esteja a 149,6 milhões de quilômetros de distancia.

Essa estrela se constitui em uma bola de gás composta por carbono, hélio, hidrogênio e oxigênio. A massa do sol é 332.900 vezes maior que a da Terra e seu volume é 1.300 000 vezes maior.

A luz solar demora cerca de 8 minutos para chegar ao nosso planeta e é responsável pelo clima e fenômenos meteorológicos da Terra.

A Terra e todos os outros planetas do sistema solar, junto com os seus satélites naturais (luas), giram ao redor do sol.

O que aconteceria se o sol se apagasse?

Felizmente, o sol não pode se apagar de uma hora para a outra. Os pesquisadores calculam que somente daqui a aproximadamente 7,5 bilhões de anos o sol vai começar a morrer.

Ele sofrerá uma grande explosão que dará origem a uma estrela menor, que vai continuar brilhando, mas com menos intensidade.

A escuridão repentina seria uma catástrofe

Se o sol se apagasse, não chegaria mais luz na Terra e, consequentemente, a espécie humana estaria condenada.

Mas, a luz solar não sumiria de repente, já que ela demora alguns minutos para chegar à Terra. Com isso, a luz ainda poderia ser vista no céu por esse curto período.

É provável que as pessoas e animais ainda conseguissem viver por algum tempo, dependendo da quantidade de energia artificial que pudesse ser produzida.

Consequências da ausência da luz solar

A palavra de ordem seria racionamento, já que as reservas de combustíveis não iriam durar para sempre.

As primeiras formas de vida a morrer seriam os vegetais, que precisam da luz solar para fazer a fotossíntese. As sementes mais resistentes poderiam até sobreviver à falta de luz, mas nunca brotariam.

Sem os vegetais, os animais herbívoros também entrariam em extinção em um processo semelhante ao que ocorreu com os dinossauros. Naquela época, a queda de um asteroide na Terra levantou uma nuvem de poeira tão grande que bloqueou a luz solar por meses.

Sem o sol, a escuridão tomaria conta da Terra, sendo impossível ver as estrelas e a Lua, que é iluminada pela luz solar.

O planeta iria se resfriar drasticamente, pois o vapor atmosférico viraria gelo e interromperia o ciclo da água. Além disso, sem o sol, a temperatura iria despencar para 0 ºC logo na primeira semana e, após um ano, estaria em – 100 ºC.

O vapor de água condensado deixaria o céu sem nuvens. Sem a chuva, em pouco tempo os rios e mares congelariam. Com os mares congelados, a Terra se tornaria em uma esfera de gelo.

Sem a água em estado líquido, é difícil imaginar que conseguíssemos sobreviver por muito tempo. Contudo, ainda haveria água em estado líquido sob a camada de gelo. Isso é possível, pois o núcleo da Terra continuaria a produzir calor.

Desse modo, as únicas criaturas que poderiam sobreviver seriam aquelas que vivem próximas as fontes geotermais.

Planetas sairiam de órbita

Pelo fato de o sol concentrar 99,8% da massa do Sistema Solar e, consequentemente, ser a força gravitacional dominante que mantém os planetas em suas órbitas elípticas, caso ele desparecesse, tanto a Terra quantos os outros planetas e demais corpos celestes sairiam voando pelo espaço, tornando a situação bastante caótica.

A Terra está se movimentando a mais de mais de 100 mil quilômetros por hora ao redor do sol. No caso de o sol desaparecer completamente, o planeta seria arremessado ao cosmo nessa mesma velocidade em linha reta e na direção oposta a que o sol se encontrava.

Deixe Um Comentário