Saiba mais sobre o Mar Morto

0

O Mar Morto é um lago de água salgada, que é alimentado pelo rio Jordão e banha Israel e a Jordânia, no Oriente Médio. Ele ocupa uma área de 1020 km², com 18 km de largura e 82 km de extensão.

O lago tem esse nome por causa da grande quantidade de sal que contém suas águas, o que impede o desenvolvimento da vida aquática.

Há apenas pouquíssimos tipos de algas e bactérias. Os peixes e outros animais marinhos que porventura sejam transportados pelo rio Jordão às águas do Mar Morto morrem imediatamente.

Para se ter uma ideia, há dez vezes mais sal no Mar Morto do que nos outros oceanos. São cerca de 35g de sal para cada 100 ml de água, enquanto que nos oceanos essa concentração é no máximo de 3g de sal por 100 ml.

As margens desse lago possuem uma borda branca, que é formada pelo sal cristalizado. A coloração de suas águas é de tom claro e o clima de deserto contribui para a evaporação da água.

O Mar Morto está situado a 400 metros abaixo do nível do mar, sendo o ponto mais baixo do planeta.

Por que o Mar Morto é tão salgado?

A grande quantidade de sal do Mar Morto se deve as condições geográficas e químicas da região.

O clima bastante seco faz com que as águas evaporem rapidamente, mas os materiais que estavam na água são conservados.

O fato de ser o ponto mais abaixo do nível do mar, favorece o escoamento de minerais e sedimentos. Dentre eles, estão elementos químicos que aumentam o índice de salinidade do lago.

Por que é impossível afundar no Mar Morto?

Por conta da grande quantidade de sal, é impossível que um corpo afunde no Mar Morto. Isso porque, a água salgada é mais densa do que o corpo, o que faz com que as pessoas boiem.

O mergulho também é desaconselhado, pois o excesso de sal causa ardência e vermelhidão nos olhos.

Águas do Mar Morto são consideradas medicinais

As águas do Mar Morto são tidas como terapêuticas, devido alto teor salino. Entre as principais indicações estão os tratamentos de doenças dermatológicas e reumáticas.

O sal possui propriedades cicatrizantes, antissépticas e anti-inflamatórias. Além disso, as águas do Mar Morto são ricas em minerais, como o enxofre, cálcio, magnésio e potássio, o que potencializa os efeitos curativos.

Não é a toa que por ano milhares de pessoas vão se banhar nessas águas em busca de benefícios médicos e estéticos.

A lama negra do lago também é muito usada para fins estéticos e medicinais. Ela melhora a capacidade da pele de absorver água, além de ser adstringente (limpeza profunda), esfoliante, desintoxicante, diminui o tamanho dos poros, melhora a elasticidade e favorece a renovação celular da pele.

Por isso, além da flutuação nas águas do Mar Morto, o banho de lama também é uma pedida certa para os visitantes do local.

Mar Morto pode estar morrendo

Devido aos desvios de águas do Rio Jordão e o grande índice de evaporação da água, os níveis do Mar Morto estão diminuindo. Acredita-se que ele esteja com dias contados, pois o rio é o seu principal afluente.

A seca do lago também está ligada ao fato de suas águas estarem sendo usadas para o consumo de Israel e Jordânia após passarem por um processo de dessalinização.

Para tentar salvar o Mar Morto, está em andamento a construção de um aqueduto chamado de “Canal da Paz”, que irá ligá-lo com o Mar Vermelho e, dessa forma, ajudaria em seu reabastecimento.

Além do alto potencial turístico, o lago é responsável por amenizar as baixas taxas de umidade do ar da região.

O Mar Morto nas referências bíblicas

Há algumas referências em textos bíblicos que pesquisadores acreditam estar relacionadas ao Mar Morto. Como quando se fala em mar Salgado, mar de Arabá e mar Oriental.

As escrituras bíblicas dão conta que às margens desse mar Oriental estava a mítica cidade de Sodoma, a qual teria sido destruída por Deus como uma forma de castigar os pecadores.

Deixe Um Comentário