Torre Eiffel: O ponto turístico mais visitado do mundo

0

Inaugurada no dia 31 de março de 1889, a Torre Eiffel é foi uma atração da Exposição Internacional em comemoração ao primeiro centenário da Revolução Francesa.

Também chamada de “A Dama de Ferro”, a estrutura de aço forjado é certamente um dos pontos turísticos mais famosos do mundo, sendo o maior símbolo de Paris.

A Torre foi projetada por Gustave Eiffel e Fréderic August Bartholdi.

A Torre Eiffel já foi a maior construção do mundo

Quando foi inaugurada, a Torre Eiffel era a maior construção humana, tendo 324 metros de altura e mais de 10 mil toneladas.

Por muito tempo o monumento sustentou esse título que só foi perdido 42 anos depois, quando o Chrysler Building foi inaugurado em Nova York.

Atualmente, a Torre Eiffel é a quinta construção com maior altura da França.

Estrutura era para ser temporária

Na época da inauguração, estava decidido que a estrutura da Torre Eiffel seria desmontada em vinte anos, em 1909. Mas por ter sido colocado antenas de rádio na estrutura, as autoridades decidiram manter o monumento por mais tempo.

Muitos parisienses não acharam a estrutura uma boa ideia. Eles diziam que a Torre atrapalhava a vista e que se tratava somente de um monte de ferro. Até protestos contra o monumento foram feitos.

Certamente não se a imaginava que a Torre Eiffel seria o símbolo de Paris.

Torre possui compartimentos funcionais em sua estrutura

Desde quando foi inaugurada, a Torre Eiffel possui um jornal que funciona no segundo andar e é impresso até os dias de hoje, o Le Figaro.

A Torre possui ainda um apartamento secreto que era de Gustave Eiffel e que hoje está aberto à visitações.

Foram poucos os que tiveram acesso ao cômodo. Até mesmo grandes quantias foram ofertadas em troca de hospedagem no local.

Visitações na Torre Eiffel

Atualmente, a Torre Eiffel é o monumento mais visitado do mundo e recebe anualmente cerca de sete milhões de turistas. A maior parte do visitantes é composta de estrangeiros.

Na Torre há lojas de souvenirs, um pequeno museu de cera com uma estátua bastante realista de Gustave Eiffel e um cinema onde é possível saber a história da construção da torre. Há também dois restaurantes, sendo o mais famoso o Le Jules Verne.

Para aqueles que querem aproveitar ao máximo a Torre, é possível subir pela escada. São 1.665 degraus e poucos escolhem essa opção, pois preferem subir pelo elevador.

Os elevadores da Torre sobem e desce tantas vezes que se somadas as distâncias percorridas por eles em um ano, se chega a mais de 100 mil quilômetros. Esta distância seria equivalente a cerca três viagens em volta da Terra.

Os ingressos para visitar a Torre são comprados por andar. Ao todo, são três andares, sendo que o último só pode ser visitado de elevador.

Alterações na estrutura da Torre

No verão, a Torre fica maior, mas esse aumento é quase imperceptível. O calor causa o fenômeno físico chamado de dilatação térmica, o que faz com que a estrutura metálica aumente em cerca de 15 cm.

Em períodos de ventos fortes, a estrutura da Torre oscila cerca de sete centímetros. Mesmo com essa leve balançada, a estrutura de ferro é considerada segura para a visitação, já que a inclinação maior é no topo.

Espetáculo de luzes da Torre é considerado obra de arte

À noite, a Torre Eiffel é iluminada por um conjunto de 20 mil lâmpadas, sendo considerada uma obra de arte com direitos autorais.

Por isso, é proibido fazer imagens da Torre sem a autorização da Société Nouvelle d’Exploitation de la Tour Eiffel (SNTE). Para conseguir a licença, é necessário pagar uma taxa.

Entretanto, essa medida só vale para imagens que foram usadas para fins comerciais, ou seja quando ou autores fizerem fotos ou vídeos com o objetivo de lucrar com isso.

Deixe Um Comentário