10 Fatos curiosos sobre navios de cruzeiro

0

Os navios de cruzeiro são sinônimos de viagens de luxo. Contudo, nos bastidores dessas estruturas que mais parecem cidades em alto mar, acontecem as situações mais diversas.

Algumas até os passageiros nem imaginam. Confira 10 curiosidades sobre navios de passageiros:

1. É possível ter um mordomo

As suítes mais luxuosas dos navios de cruzeiro contam com um mordomo

Isso mesmo. Em navios de cruzeiro há suítes tão luxuosas que você pode até mesmo ter seu próprio mordomo para lhe servir.

Esses profissionais estão 24 horas à disposição dos passageiros dessas suítes, garantindo conforto e alguns mimos, como café da manhã na cama.

2. Passageiros que possuem moradia fixa

Alguns passageiros fazem dos navios de cruzeiro a sua morada

Há passageiros que gostam tanto do mar que escolhem os navios de cruzeiro para serem sua moradia fixa.

O aluguel tem preço elevado, mas há pessoas que gostam desse luxo e de morar em alto mar viajando o mundo.

3. Dependências secretas para a tripulação

A tripulação dos navios de passageiros possuem suas próprias dependências

É comum em navios de cruzeiro haver um andar inferior destinado para as pessoas que trabalham no navio. Nessas dependências há locais como lavanderia, academia, bares e, é claro, os alojamentos destinado para o staff.

4. Equipados com heliponto

Navios de cruzeiro contam com um Heliponto para casos de emergência.

Há navios de cruzeiro equipados com heliponto para o caso de acontecer algo muito sério, como uma emergência médica, em que o passageiro precise ser levado à terra rapidamente.

5. Uma prisão dentro do navio para quem sair da linha

Navios de passageiros possuem uma cela para quem sair da linha

As prisões nos navios servem para manter alguém que tenha cometido algo grave longe do contato social até que o navio aporte em terra firme.

6. Espaço destinado para um necrotério

Navios de passageiros possuem um necrotério para caso ocorra algum imprevisto

Há um espaço destinado para necrotério no caso de alguém a bordo vir a falecer.

O espaço é pequeno, com capacidade para três pessoas, pois não se espera que haja muitas mortes durante a viagem em alto mar. Apesar de não ser algo muito raro, em especial com passageiros mais velhos.

7. Treinamento constante e trabalho sem folga

A tripulação dos navios de cruzeiros possuem uma jornada de trabalho intensa

Semanalmente ou com uma frequência muito grande a tripulação passa por treinamento no caso de ocorrer uma emergência dentro do navio. A intenção é que com essas simulações a tripulação se sinta preparada para agir em uma situação, como incêndio ou naufrágio, por exemplo.

As jornadas de trabalhos são estafantes chegando a até 14 horas por dia. Não existe folga ou day off. São de 6 a 10 meses trabalhando todos os dias, a não ser que o trabalhador fique doente.

8. Cabines abaixo do nível do mar

Algumas cabinas dos navios ficam abaixo do nível do mar

Há cabines que ficam abaixo do nível do mar. Frequentemente, elas estão destinadas para as acomodações da tripulação.

Quando as ondas estão muito fortes, é possível sentir o casco chacoalhando, pois essa área é a mais instável.

9. Pessoas se jogando

Não é raro pessoas se jogarem do navio pelos mais diversos motivos

Não é tão raro as pessoas se jogarem do navio. E a tripulação já está preparada e até acostumada com essas situações de “homem ao mar”.

10. Staff se comunica em códigos

A tripulação do navio se comunica por códigos para não assustar os passageiros

Para a tripulação se comunicar sem assustar os passageiros, há códigos, como ‘Bravo para incêndio”, “Charlie para bomba”, etc.

Além disso, há de tempos em tempos uma espécie de gincana/ treinamento para encontrar uma bomba fictícia no navio.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Criado para Informar, entreter e divertir os leitores, o Mundo Intrigante oferece conteúdo editorial de grande valor cultural e curiosidades diversas.

Deixe Um Comentário