10 métodos de tortura usados na idade média

0

Não é à toa que a Idade Média também é conhecida como Idade das Trevas. Nesse período, a tortura era algo comum, sendo usada para forçar a vítima a confessar algo ou como punição de um crime.

As técnicas eram realmente muito cruéis. O condenado poderia ficar dias sofrendo até morrer.

A seguir, conheça 10 métodos de tortura utilizados na Idade Média:

1. Colar de lâminas

Uma espécie de colar de ferro com lâminas afiadas era colocada no pescoço do torturado.

Além disso, cordas eram amarradas ao colar. Assim, se o torturado se mexesse teria seu corpo perfurado pelas lâminas.

2. Pera de ferro

Essa era uma técnica tida como preliminar à tortura.

Um objeto de ferro em formato de pera e com um parafuso no meio era inserido em algum orifício do torturado.

O parafuso girava e a pera era aberta, fazendo a pele ser arrancada e o membro despedaçado.

Era comum que a pera de ferro fosse usada em mulheres condenadas por bruxaria, no ânus de homossexuais e na boca de mentirosos.

3. Cadeira de pregos

Esse objeto de tortura medieval consistia em uma cadeira com cerca de 2000 pregos.

Os torturados eram presos na cadeira e tinham a pele dilacerada. Muitas vezes, para piorar a tortura, os pregos eram aquecidos com fogo.

4. Serrar o torturado ao meio

Esta técnica de tortura medieval consistia em pender a vítima de cabeça para baixo e depois disso serrá-la ao meio com uma lâmina.

A tortura começava pelo meio das pernas e a pessoa podia levar até horas para morrer.

Esta técnica foi muito usada para sacrificar pessoas acusadas de blasfêmia, bruxaria, adultério e assassinato.

5. Estripador de seios

Esta técnica de tortura consistia em usar uma espécie de pinça gigante com garras para arrancar os seios das mulheres.

As garras poderiam ser aquecidas em brasas para a dor ser mais intensa.

Este objeto de tortura foi muito usado em mulheres acusadas de bruxaria e adultério.

6. Empalamento

O empalamento é um dos métodos de tortura mais conhecidos. O corpo do torturado era espetado em uma grande estaca afiada.

A tortura, na maioria das vezes, começava pelo ânus e terminava na boca.

O condenado poderia levar até três dias para morrer.

7. Esmagador de cabeça

O crânio do condenado era colocado em uma espécie de capacete e o queixo apoiado em uma barra de metal.

Um parafuso gigante preso ao capacete era forçado para baixo e, dessa forma, comprimia a cabeça da vítima.

As mandíbulas e a arcada dentária eram destruídas. O globo ocular e o cérebro eram expostos.

Esse equipamento de tortura foi muito usado durante a Inquisição Espanhola.

8. Roda de tortura

O corpo do torturado era preso em uma grande roda que deixava os braços e as pernas para forma.

Enquanto a roda girava, os membros do condenado eram decepados por grandes martelos de metal.

Após isso, o corpo era exposto em praça pública.

A roda também foi usada sendo colocada sobre uma fogueira.

9. Cadeira de judas

O torturado era preso por cordas na parede e colocado sentado em cima de uma pirâmide de madeira.

A pirâmide era muito afiada e penetrava os orifícios íntimos do condenado.

A morte se assemelhava ao empalamento, só que mais lenta.

Para aumentar a dor e a velocidade, os torturadores poderiam colocar pesos nas pernas do condenado.

10. Caixão da tortura

Os condenados eram colocados em uma espécie de cela móvel, que se assemelhava a gaiolas, e ficavam lá por dias até morrer.

Essas celas eram extremamente apertadas e os torturados eram pendurados em praça pública ficando expostos às intempéries climáticas e também para que animais pudessem se alimentar da pessoa enquanto ela estivesse viva.

Este método de tortura era muito usado como sentença para praticantes de roubo e blasfêmia.

Deixe Um Comentário