6 lugares extremos no planeta que podem ser visitados

0

Mas alto, mais baixo, mais quente, mais frio, mais seco, mais úmido. Essas são algumas das condições que podemos encontrar nos lugares extremos do planeta.

Conheça 6 lugares extremos que são possíveis de visitar.

1. O ponto mais alto

O ponto mais alto da Terra levando em consideração de que ela não é uma esfera perfeita e que há pontos onde ela é mais larga, como a linha do Equador, é o Monte Chimborazo.

Localizado no Equador, este monte tem 6.267 metros de altitude. Trata-se de um estratovulcão, ou seja, um vulcão em formato de cone formado a partir do magma extravasado. O vulcão teve a sua erupção há mais de dez mil anos. Por isso, é considerado extinto.

Este ponto extremo do planeta se situa a cerca de 180 km ao sul de Quito, capital do Equador.

Em relação ao centro da Terra e Chimborazo, a distância é de 6,384 km. O Monte Everest é o pico do planeta mais alto se considerado o nível do mar, mas a diferença do centro da Terra e seu pico é de 6,382 km.

2. O ponto mais baixo

O ponto mais baixo do planeta é o Mar Morto, que banha a Cisjordânia, Jordânia e Israel.

Trata-se de um lago salgado que está a mais de 400 m abaixo do nível do mar.

Por conta da baixa altitude, o clima desértico e a pouca movimentação das águas, o Mar Morto é 10% mais salgado que os outros mares, o que faz com que um corpo não consiga afundar em suas águas.

A famosa água hipersalina facilita a flutuação e a sua lama negra é rica em sais minerais. Por isso, é usada para tratamentos estéticos e terapêuticos.

3. O lugar mais seco

O lugar tido como o mais seco no mundo é o Deserto do Atacama, no Chile. Isso se explica por conta das Cordilheiras do Andes, que são um impedimento para que o vapor de água que vem da Amazônia chegue ao local.

Há regiões do deserto em que não chove a mais de 400 anos. Nos locais que chove é muito pouco. A média é de 0,5 milímetros por ano.

Ainda assim, o Deserto do Atacama é um dos lugares extremos mais visitados. A cada intervalo de anos diversos turistas aparecem para ver um fenômeno conhecido como florada do Atacama.

4. O lugar mais chuvoso

Se você é um amante das chuvas, na cidade indiana de Mawsynram a média anual de chuvas é de 11.871 mm.

Os dias de sol são raríssimos e os moradores precisam até mesmo colocar isolamento acústico nas casas para não se incomodarem com os ruídos da chuva batendo no telhado.

Não por acaso, Mawsynram ocupa o primeiro lugar no ranking de lugares com o maior volume de chuva do mundo.

5. O lugar mais quente

O recorde de calor foi registrado no Deserto de Lut no Irã, quando em 2005 os termômetros marcaram 70ºC.

No entanto, o Vale da Morte, nos Estados Unidos, é tido como o lugar mais quente do planeta se levarmos em conta as médias de temperatura.

Por ficar em uma depressão, o ar é escasso, o que aumenta a sensação térmica. Os termômetros desse vale desértico localizado no leste da Califórnia já registraram 56,7 °C.

Mesmo sendo um dos lugares mais quentes do mundo, o Vale da Morte atrai milhares de turistas que se encantam com as belas paisagens.

6. O lugar mais frio

A Antártida encabeça o ranking dos lugares mais frios do mundo. Lá já foi registrada uma temperatura de -98 °C. Esse ponto, no entanto, é totalmente inacessível ao homem.

Oymyakon, na Rússia é tida como o lugar mais frio da Terra que podemos visitar. O local já registrou uma temperatura de -71,2 °C e no inverno, a média dos termômetros é de -45 °C e -50 °C.

Para se ter uma ideia, na cidade não há água corrente, pois ela congela. O transporte também é bastante limitado, já que a gasolina também congela em temperaturas tão baixas.

Deixe Um Comentário