Os 7 tipos de contatos imediatos extraterrestres

0

Os relatos de contatos imediatos com extraterrestres ocorrem há muito tempo e com frequência em todo o mundo. Seja o avistamento de luzes estranhas no céu a até mesmo casos de abdução de seres humanos.

Em 1972, o astrofísico Josef Allen Hynek, trabalhou junto com a Força Aérea norte-americana entre os anos de 1948 e 1969. Ele trabalhava em estudos de aparições de discos voadores e escreveu um livro chamado “The UFO Experience: A Scientific Inquiry”.

Josef Allen Hynek
Josef Allen Hynek

Nesta obra, Hynek fez a categorização dos contatos entre humanos e extraterrestres. A divisão foi feita de acordo com os níveis de intensidade desses contatos.

Os contatos considerados mais comuns

A maioria dos relatos de avistamento e OVNIS está no primeiro grau. São os relatos de luzes não identificadas e diferentes de tudo o que estamos acostumados a ver no céu. Este seria, de acordo com Hynek, o primeiro degrau na escala de contato com seres de outro planeta.

Luzes estranhas vistas à noite

De dia, certamente é mais difícil de ser enganado por objetos não identificados no céu.   Assim, OVNIS avistados de dia são definidos como o segundo degrau na Escala de Hynek.

Objeto voador não identificado

Quando atividades e objetos não identificados são detectados por radares que controlam o espaço aéreo, sobe-se mais um degrau da escala.

OVNI captado por radar

Os contatos imediatos com extraterrestres

No contato imediato de primeiro grau, o OVNI é visto a uma distância de menos de 180 metros, mas não há a interação das pessoas com os objetos.

Contato imediato de primeiro grau

O contato imediato de segundo grau ocorre quando os extraterrestres causam interferência física, seja nos seres vivos ou no local em que a nave pousa.

Esse é o caso de desenhos estranhos em plantações, animais que parecem que foram afetados pela presença da nave extraterrestre e ou mudanças bruscas de temperatura quando próximo ao OVNI.

Contato imediato de segundo grau

No contato imediato de terceiro grau, há não somente a nave, mas seres dentro dela, que também são avistados.

Contato imediato de terceiro grau

Contatos imediatos pós-Hynek

Após a morte de Hynek, em 1986, a escala foi ganhando atualizações.

O contato imediato de quarto grau é quando não somente a nave é avistada, mas também a pessoa que a avistou é levada para dentro dela.

Esses são os chamados caso de abdução. Nos relatos de pessoas que teriam sido abduzidas, elas teriam sido submetidas a testes e experimentos praticados pelos seres extraterrestres.

Contato imediato de quarto grau

O contato imediato de quinto grau ocorre quando os abduzidos relatam que foram tratados com diplomacia pelos extraterrestres.

Neste tipo de contato existe uma comunicação entendível entre os humanos e os seres de outros planetas.

Contato imediato de quinto grau

No contato imediato de sexto grau há a morte de uma pessoa ou animal relacionada ao contato extraterrestre.

Contato imediato de sexto grau

Por fim, o contato imediato de sétimo grau geraria seres híbridos entre homens e extraterrestres. Isso poderia ocorrer após uma relação científica, violenta ou até mesmo diplomática e amorosa. Este seria o grau mais alto de envolvimento entre humanos e extraterrestres.

O nascimento de seres híbridos poderia ocorrer tanto de forma natural, a partir de relações sexual entre um humano e um extraterrestre, ou a partir de experimentos científicos feitos nos complexos laboratórios contidos nas naves extraterrestres. Essa hipótese de contato assume a possibilidade de haver seres extraterrestres entre nós.

Contato imediato de sétimo grau

Deixe Um Comentário