As causas da insônia e como prevenir

0

A insônia é um distúrbio do sono que atinge mais de 63 milhões de brasileiros. Mas, qual é a causa? Neste artigo vamos falar sobre isso!

O recomendado é que a gente durma pelo menos 8 horas por noite. Contudo o estresse e o ritmo agitado da vida urbana podem dificultar essa tarefa.

A insônia se caracteriza pela dificuldade em dormir e é um dos distúrbios do sono mais comum entre as pessoas.

Esse distúrbio não é somente uma inconveniência, pois também se associa ao risco de doenças vasculares, obesidade, depressão, hipertensão, fadiga, ansiedade e entre outros.

Além disso, a falta de sono pode causar problemas de memória, irritabilidade, mau humor, fadiga e queda de rendimento nas atividades diárias.

Como se caracteriza a insônia

A insônia pode ser a dificuldade em pegar no sono (insônia inicial) e também a dificuldade de voltar a dormir após acordar no meio da madrugada.

A insônia inicial geralmente está relacionada ao estresse e ansiedade. As pessoas acometidas por esse tipo de problema de sono, geralmente, não conseguem esquecer os problemas na hora de dormir e ficam pensando neles.

Já o despertar precoce, que é quando se acorda no meio da madrugada, está mais associado à depressão. Isso está ligado a mecanismos biológicos e secreção de hormônios.

A insônia pode ser aguda e crônica, sendo que a aguda é quando a pessoa tem dificuldade em pegar no sono estando sob estresse. Já a crônica, é mais comum em pessoas de mais idade e atinge de 30% a 50% da população. 

Como diagnosticar o problema

A melhor forma de fazer o diagnóstico de insônia é por meio de um histórico clínico do paciente.

O médico ou psiquiatra fará uma investigação dos aspectos emocionais da pessoa. Nesse ponto é preciso identificar se há sinais de doenças como depressão e ansiedade.

Há hábitos também que influenciam diretamente no sono, como a prática de exercícios físicos e o consumo de café próximo ao horário de dormir. O ideal é evitar bebidas com cafeína pelo menos 4 horas antes de dormir.

Em geral, os aspectos emocionais são os principais responsáveis, embora alguns hábitos irregulares possam desencadear o problema.

Assim, a insônia é vista como um sintoma, onde o que está causando a dificuldade de dormir que deve ser combatida.

O tratamento para a insônia

O principal tratamento para a insônia é a Terapia Cognitivo-Comportamental, que inclui técnicas de relaxamento para o sono.

Em casos mais graves em que a insônia está relacionada à ansiedade e depressão, pode-se indicar o uso de medicamentos.

Hábitos para evitar a insônia

A seguir confira uma lista de coisas que vão ajudar a evitar e combater a insônia:

  • Evite dormir durante o dia;
  • Não faça refeições pesadas antes de dormir;
  • Faça exercícios físicos no máximo de 4 a 6 horas antes de dormir;
  • Evite tomar bebidas com cafeína e outras substâncias estimulantes pelo menos 4 horas antes de deitar;
  • Não fumar ou tomar bebidas alcoólicas antes de dormir;
  • Tenha o hábito de se expor à luz solar pela manhã e no final da tarde;
  • Deite-se somente quando estiver com sono;
  • Tente manter horários constantes de sono até mesmos no final de semana;
  • Evite ficar mexendo no celular ou ver televisão antes de ir dormir.

Deixe Um Comentário