O desaparecimento dos faroleiros de Eilean Mor

0

A Ilha de Eilean Mor está localizada no Arquipélago de Flannan, na costa da Escócia. Esta ilha é a maior do arquipélago e nela está localizado um farol para a orientação das embarcações que passam pela região.

O local é bastante isolado e foi palco de um grande mistério, que até hoje, mesmo após mais de cem anos, ainda intriga e causa especulações.

O sumiço dos faroleiros de Eilean Mor

O farol de Eilean Mor foi construído entre 1895 e 1899 e no local também foi erguida uma estrutura para que homens trabalhassem fazendo a sinalização da área.

Em 1900, os faroleiros que trabalharam na área desapareceram misteriosamente.

No dia após o Natal, uma carga de reabastecimento chegou para fazer desembarque na Ilha, mas os trabalhadores que deviam fazer o recebimento haviam sumido.

O sumiço causou grande estranheza nos marinheiros que dispararam sinalizadores para comunicar sua presença na ilha, mas não tiveram retorno algum.

Uma equipe de busca foi chamada ao local para fazer buscas e investigar o que teria ocorrido aos faroleiros e encontraram a porta que dava acesso ao farol trancada.

No interior do farol estava tudo deserto e em ordem, com as camas desfeitas e uma refeição intacta posta à mesa. Isso seria um indício de que o local foi deixado às pressas. A equipe de busca notou ainda que três coletes salva-vidas haviam sumido.

Registros mostram relatos de mau tempo na área

Nos cadernos de registro do farol, Thomas Marshal, um dos faroleiros escreveu que a Ilha teria sido atingida por ventos muito fortes e que eles estavam muito assustados por nunca terem visto nada igual.

Esse registro foi feito no dia 12 de dezembro e nas anotações posteriores, Marshal escreve que os faroleiros estavam rezando para que a ventania tivesse fim.

Na última página do caderno estava escrito “A tempestade acabou, mar calmo. Deus está em tudo”. A última ocorrência do diário é do dia 15 de dezembro, às 9h.

Contudo, um fato que intrigou bastante as equipes de buscas na época foi que o farol próximo, da Ilha de Lewis, que fica no mesmo arquipélago de Eilean Mor, não registrou a ventania e tempestade descritas por Marshall.

Além de Thomas Marshal, estavam na ilha James Ducat, e Donald Macarthur. O trio chegou para trabalhar na Ilha no dia 04 de dezembro.

Navio notou que havia algo de errado no farol

No dia 15 (último dia em que há registros no diário do farol), um navio passou pela área e não viu a luz do farol. Ao chegar ao seu destino, na Escócia, relatou o ocorrido às autoridades portuárias. 

A expedição ao farol estava marcada para o dia 20 de dezembro, mas por conta do mau tempo foi adiada para o dia 26.

Apesar das buscas minuciosas em terra e até mesmo no mar, os homens ou qualquer sinal deles não foram encontrados e o caso permanece um grande mistério.

Teorias sobre o que pode ter acontecido em Eilean Mor

A explicação oficial dada por Robert Muirhead, superintendente do Escritórios dos Faróis do Norte, foi que os três homens se ausentaram do farol ao mesmo tempo, o que seria uma violação às regras da época, e teriam sido varridos por uma onda gigante causada pela tempestade.

Há pesquisadores que acreditam que um ou dois homens teriam saído do farol para se proteger da tempestade, mas acabaram sendo surpreendidos. O terceiro homem teria tentado ajudar, mas sem sorte teria tido o mesmo destino dos outros.

E, é claro, há teorias de que os homens tenham sido de vítimas de uma abdução extraterrestre e sugados para outra dimensão. Esta teoria se baseia que a tempestade descrita pelos faroleiros seria na verdade outro fenômeno desconhecido pelos homens.

A suposição de eventos sobrenaturais leva em conta também outro fato que chamou muita atenção: os casacos dos faroleiros ficaram nas instalações do farol. Acredita-se que se eles fossem enfrentar o mau tempo estariam agasalhados contra o vento e frio.

De fato, nunca vai se saber com certeza o que realmente aconteceu com os faroleiros de Eilean Mor, sendo esse um dos grandes mistérios das histórias marítimas.

História dos faroleiros foi retratada em livros e no cinema

Sobre a história há também os livros The Mystery of Eilean Mor (Gary Crew) e The Lighthouse: The Mystery of the Eilean Mor Lighthouse Keepers (Keith McCloskey).

O filme escocês, The Vanishing (2018), também conta a história do misterioso desaparecimento dos faroleiros.

Deixe Um Comentário