Descubra as belezas das ilhas Galápagos

0

As Ilhas Galápagos, também chamadas de Arquipélago Colombo, é como são conhecidas 13 ilhas maiores, 6 menores e mais 40 ilhas bem pequenas, que estão situadas no litoral do Equador, no Oceano Pacífico. Somente quatro dessas ilhas são povoadas.

As Ilhas são famosas por conta da visita e observações do naturalista inglês Charles Darwin, que foi idealizador da Teoria da Evolução das Espécies.

Charles Darwin

A biodiversidade de Galápagos

Até os dias de hoje, Galápagos mantém uma grande biodiversidade, com espécies únicas de animais. As ilhas são consideradas como um laboratório de biologia a céu aberto, já que têm a maior diversidade ecológica da Terra.

A localização, ao sul da linha do Equador, contribui para a riqueza de espécies, já que é para lá que fluem as correntes marítimas. A temperatura local também é um fator que contribui, além da presença rara de predadores, incluindo o ser humano, que pode ser considerado um dos grandes destruidores de biomas.

A fauna e a flora da região estão no planeta desde os tempos ancestrais. Além das tartarugas gigantes pré-históricas, no local é possível ver pinguins, iguanas terrenas e marítimas, focas, golfinhos e entre outros animais.

Além disso, as ondas formadas nos mares ao redor das Ilhas são muito apreciadas por turistas de todo o mundo.

Esses fatores possibilitaram que muitas espécies evoluíssem e se preservassem até os dias de hoje. Não é à toa que Galápagos é considerado um dos cenários mais exuberantes e diversificados do mundo.

A descoberta do arquipélago

As Ilhas Galápagos começaram a ser descritas em cartas cartográficas do século XVI. Nesses escritos, o local era chamado de Ilha da Tartarugas.

Um dos primeiros moradores do local foi o irlandês Patrick Watkins, no início do século XIX. Ele ficou por dois anos, de 1807 a 1809, cultivando plantações no local e trocando a colheita por garrafas de bebidas levadas por turistas que eventualmente por lá passavam.

Em 1832, Galápagos foi oficialmente ligada ao Equador e batizada como “Arquipélago do Equador”, ainda que seu nome oficial seja Arquipélago de Cólon.

A visita de Charles Darwin a Galápagos

O naturalista Charles Darwin chegou ao arquipélago de Galápagos a bordo do navio H.M.S Beagle, cujo capitão era Robert Fitz Roy.

Navio H.M.S Beagle – Ilustração

O navio atracou no arquipélago em 15 de setembro de 1835 e ficou até o dia 20 de outubro. Darwin visitou apenas 4 ilhas, que foram San Cristóbal, Floreana, Isabela e Santiago.

Durante os 35 dias que ficou nessa região, o naturalista fez coletas de plantas e animais, bem como observações da natureza do local, que foram essenciais para a formulação das Teorias da “Evolução” e “Seleção Natural”.

Isso porque, foi a partir da observação dos animais de Galápagos que Darwin começou a considerar as ideias que mais tarde culminaram na publicação de sua célebre obra “A Origem das espécies”.

A ideia de evolução das espécies não era uma ideia nova na época, mas ainda não tinha um dispositivo capaz de explicá-la de forma sensata. A seleção natural foi justamente esse impulso que faltava.

Deixe Um Comentário