Notre-Dame: Uma catedral gótica de valor histórico

0

A Catedral de Notre-Dame começou a ser construída em 1163. Notre-Dame significa “Nossa Senhora”. A construção é uma homenagem à Maria, mãe de Jesus.

Localizada na praça Parvis, que está na Île de la Cité, uma ilha no meio do Rio Sena, a catedral foi construída no estilo gótico, sendo uma das estruturas antigas de Paris.

A edificação foi pensada para atender os desejos da elite francesa do período em que foi construída e para ser um símbolo de renovação de Paris. Assim, na igreja há símbolos que representam a prosperidade.

A catedral é testemunha de momentos emblemáticos da história. Passaram por lá 27 monarcas franceses, guerras e revoluções. A igreja foi cenário para a coroação de Napoleão Bonaparte e a beatificação de Joana D’Arc, padroeira da França. Durante a Revolução Francesa, Notre-Dame sofreu saqueamentos.

A estrutura da Catedral de Notre-Dame

Por oito século, a Catedral de Notre-Dame passou por diversas reformas, sendo a mais significativa no século XIX.

A catedral possui duas torres de 69 metros em sua fachada. Na parte superior, há o campanário conhecido por conta do livro “O Corcunda de Notre-Dame”, de Victor Hugo.

Lá é possível ver as várias gárgulas. O acesso às torres só é possível com a subida de mais de 380 degraus íngremes.

Catedral de Notre Dame na literatura

A Catedral de Notre Dame está presente em diversas obras literárias.

Em “Notre-Dame de Paris“, publicada em 1831, Victor Hugo faz longas descrições do local e ressalta que a ação do tempo na construção é menos grave que a dos homens, sendo uma crítica à burguesia da época.

Victor Hugo

Já em “O Corcunda de Notre-Dame“, Hugo aponta intervenções feitas na construção que considerava barbaridade. Na obra é possível constatar a paixão do autor pela construção gótica.

Na época da publicação do livro, as autoridades pensavam em demolir a catedral, mas o sucesso do livro contribuiu para evitar que isso ocorresse.

Cena do filme: O corcunda de Notre-Dame (1939)

A obra também é pano de fundo de obras de Honoré Balzac, Eugene Sue e do poeta Paul Claudel.

Incêndio em Notre-Dame

No dia 15 de abril de 2019, a Catedral de Notre-Dame foi tomada pelo fogo. O mundo se entristeceu ao ver a destruição do patrimônio histórico e artístico da catedral.

A tragédia é dita como anunciada, pois a catedral estava em uma situação crítica e passava por uma reforma desde abril de 2018. A falta de verbas foi preponderante para a catedral chegar ao ponto que chegou.

Os principais danos na estrutura da catedral foram na torre e no teto. A famosa flecha que simboliza a conexão do homem com Deus foi totalmente danificada.

A estimativa para a reconstrução da catedral é de pelo menos cinco anos. Milionários de todo o mundo e empresas francesas fizeram doações para a recuperação do local. Nos primeiros dez dias após a tragédia, já havia sido arrecadado 750 milhões de euros (aproximadamente R$ 3,3 bilhões).

As causas do incêndio ainda não foram esclarecidas.

Incêndio compromete visitas turísticas à Notre-Dame

Considerada um dos pontos turísticos mais visitados de Paris, atualmente, as visitas à Catedral de Notre-Dame estão suspensa por conta do incêndio sofrido.

O acesso à praça que ela está localizada também está proibido.

Deixe Um Comentário