Visite Machu Picchu: A cidade perdida dos Incas

0

Machu Picchu é uma cidade pré-colombiana localizada no vale do rio Urubamba, no Peru. A cidade se desenvolveu no topo de uma montanha a 2.400 metros de altitude.

Machu Picchu foi construída no século XV, sendo um símbolo do Império Inca. Contudo, apenas 30% da cidade inca é ainda da construção original. O restante são áreas reconstruídas, que podem ser facilmente reconhecidas por conta do encaixe entre as pedras.

A construção original é formada por pedras maiores e com pouco espaço entre elas.

As áreas de Machu Picchu

Envolta de mistérios, a cidade Inca possui duas grandes áreas, que são: a agrícola, com terraços e locais para a armazenagem de alimentos e a urbana, onde estão as praças, zonas sagradas, templos e mausoléus reais.

A arquitetura complexa da cidade foi descoberta pelo historiador norte-americano Hiram Bingham, em 1911.

O planejamento da cidade impressiona. De acordo com a história Inca, o espaço teria sido todo planejado de forma funcional e feito em homenagem ao “Deus Sol”.

Não se sabe sobre a real função de Machu Picchu. A hipótese mais aceita diz que a cidade é um assentamento construído para supervisionar a economia das regiões conquistadas pelo império Inca. O local também serviria para refugiar o imperador e as pessoas mais próximas a ele em caso de ataque.

Machu Picchu é tida como Patrimônio Mundial da UNESCO e também um dos pontos turísticos mais visitados do Peru.

O turismo em Machu Picchu

Machu Picchu está a 74 quilômetros da cidade de Cusco. A popularização da cidade fez com que o turismo crescesse de forma desenfreada no local.

Para chegar até Machu Picchu, o caminho mais comum é a partir de Cusco até Águas Calientes em uma viagem de trem. A viagem dura em média de duas a três horas.

Em Águas Calientes é possível ir andando até a entrada do sítio arqueológico ou pegar um dos ônibus que sobem até o local.

Trilhas para chegar a Machu Picchu

A trilha para alcançar Machu Picchu possui várias rotas rumo ao topo da montanha.

A trilha longa, com 45 km de extensão, dura quatro dias e cruza montanhas como Warmi Wañusqa e Runkuraqay, que estão, respectivamente, a 4.200 e 3.860 metros sobre o nível do mar.

Já a trilha curta, pode ser realizada de duas formas: em dois dias, com pernoite em um alojamento próximo às ruínas de Wina Wayna, chegando à Porta do Sol pela manhã ou andar os 12 km em único dia, chegando a Machu Picchu no final da tarde.

Para as trilhas é preciso que se contrate uma operadora de passeios com guias especializados. Há diversos tipos de pacotes e até mesmo roteiros por caminhos menos explorados.

Regras para a visitação

Foram estabelecidas novas regras para a visitação de Machu Picchu. Os ingressos são vendidos para nove horários de entradas diferentes.

Ao comprar o ingresso, é possível decidir se deseja a visita na cidade ou se quer incluir uma das montanhas, que são acessíveis por trilha, Machu Picchu ou Huayna Picchu.

Para quem for visitar as montanhas precisa comprar o ingresso pela parte da manhã para chegar nelas no final da tarde.

A compra do ingresso pode ser feito no site oficial, a partir de seis meses antes do passeio.

Uma nova medida prevê a contratação de um guia e há três circuitos de visitação definidos.

As visitações duram no máximo quatro horas.

Deixe Um Comentário